Agro brasileiro exportou R$ 1 milhão por minuto em 2020, total no ano foi de US$ 100,8 bilhões

01/12/2021

07:57:50 PM

Comércio Internacional

 Receita é recorde em real e segunda maior da história em dólar, embarques do complexo soja e de carnes respondem por mais da metade do valor arrecadado com a venda ao exterior.

 O agronegócio brasileiro exportou o equivalente a US$ 100,81 bilhões em 2020. Em dólar, essa é a segunda maior receita da história, perdendo apenas para o resultado de 2018, quando o setor atingiu US$ 101,17 bilhões. Porém, em real, os embarques renderam mais, por conta da taxa de câmbio elevada.

 Antes da divulgação do dado oficial, o professor de agronegócio da Universidade de São Paulo (USP), e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcos Fava Neves, estimava que os embarques alcançariam de US$ 101 bilhões a US$ 102 bilhões. Em sua análise, ele afirmou que considerando a média do dólar em R$ 5,15, seria possível dizer que o Brasil havia exportado quase R$ 1 milhão por minuto.

 Uma conta a um câmbio médio de R$ 5,15. Isso representa que a agricultura brasileira, nossos produtos exportados, trouxeram ao Brasil ao recorde em reais. São R$ 520 bilhões o que a agricultura do mundo para dentro do Brasil, espalhando desenvolvimento. Isso daí dá praticamente R$ 43 bilhões por mês, R$ 1,4 bilhão por dia e R$ 60 milhões por hora e R$ 1 milhão por minuto.

 Com os dados oficiais, o resultado foi de R$ 985 mil por minuto, R$ 519,17 milhões divididos por 527.040 minutos, pois 2020 foi ano bissexto.

 Em relação a 2019, houve crescimento de 4,1% nas vendas externas do setor. De acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, a expansão foi resultado do aumento da quantidade exportada (+9,9%), uma vez que o índice de preço caiu 5,3%.

 O agronegócio foi responsável por quase metade das exportações totais do Brasil em 2020, alcançando a participação recorde de 48%.

 Por outro lado, houve queda de 5,2% nas importações de produtos do agronegócio, cuja cifra foi de US$ 13,05 bilhões. O aumento das exportações e queda das importações resultou em um saldo superavitário de US$ 87,76 bilhões para o setor.


(Fonte: Canal Rural)

Compartilhe