Licitação para retomada das obras da barragem Taquarembó é suspensa temporariamente

10/17/2023

04:27:38 PM

Rural

Prevista para ocorrer no dia 9, a licitação para retomada das obras da barragem Taquarembó foi temporariamente suspensa pelo Estado. A Subsecretaria da Administração Central de Licitações (Celic) confirmou a suspensão, ocorrida no dia 4. “A razão do pedido de suspensão foi a necessidade de ajustes na documentação técnica. Ao fim da análise, uma nova data para o certame será agendada”, informou a Celic, por meio de nota.

O edital para a concorrência em que empresas se habilitariam para executar as obras de conclusão da barragem e os programas ambientais foi publicado em 8 de setembro. Localizado no limite de Dom Pedrito e Lavras do Sul, na Campanha, o projeto começou em 2008 e está interrompido desde 2017, com cerca de 60% da obra pronta. O investimento total é de R$ 155,8 milhões, entre os governos estadual e federal. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 21 meses, projetado para o início de 2026 pela Secretaria de Obras Públicas (SOP).

"É lamentável o equívoco acontecido. Tenho dito que, depois de cinco anos de espera da licitação, um mês a mais não irá fazer muita diferença", disse o presidente da Associação de Usuários da Água da Bacia Hidrográfica do Rio Santa Maria (AUSM), Edison Moreira Silva. Segundo a associação, a utilização plena do sistema da Taquarembó ainda dependerá de ações complementares como a construção dos canais, o que exigirá estudos de impacto ambiental. A barragem Taquarembó é construída em concreto, com barramento de 350 metros de comprimento por 34 metros de altura. A capacidade de armazenamento é de 116 milhões de metros cúbicos de água, em um lago de 1,7 mil hectares, suficiente para irrigar 50 mil hectares.

Em julho deste ano, o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional publicou portaria readequando o plano de trabalho das atividades e ampliou o valor total do projeto para R$ 155,8 milhões, sendo R$ 81,3 milhões por conta da União e R$ 74,5 milhões de contrapartida do Estado.