Três suspeitos de matar Bruno e Dom estão presos, e PF fala em oito envolvidos

06/20/2022

09:49:01 AM

Polícia

Mais um suspeito no caso das mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, confessou ter participado dos assassinatos. Jefferson da Silva Lima foi preso no sábado (18) e afirmou também ser autor dos crimes. Ele é o terceiro suspeito preso durante as investigações. Antes de Jefferson, os pescadores Amarildo da Costa Oliveira — que também confessou ter matado Dom e Bruno e indicou o local onde os corpos foram enterrados —, e o irmão dele, Oseney da Costa de Oliveira já tinham sido presos.

Segundo as equipes de investigação que atuam no caso está sendo apurada a participação de, pelo menos, oito pessoas no crime. A Polícia Federal chegou a declarar na sexta-feira (17) que não há mandante nem organização criminosa por trás das mortes, mas outras cinco pessoas passaram a ser monitoradas pelos investigadores.

"Prosseguem as investigações. Há indícios da participação [de mais pessoas] durante a execução e na fase de ocultação de cadáveres", afirmou ao R7 o delegado de Polícia Civil Alex Perez Timóteo.

Em nota, a Polícia Federal reforçou a informação. "O Comitê de Crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que até o momento há três suspeitos presos pela morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips e outras cinco pessoas já foram identificadas por terem participado da ocultação dos cadáveres".